domingo, 30 de maio de 2010

O Ninja Brasileiro

Todo povo precisa de herois. Qualquer sociedade carece de referências de parâmetros de caráter, coragem, atitudes. Assim surgem os mitos.

O Brasil sempre viveu de importar cultura enlatada, cultuando ídolos distantes. Até o momento em que surgiu um super-heroi nacional, lutando por seus semelhantes e sua nação. Em minha primeira experiência cinematográfica, apresento o Ninja Brasileiro, aquele que veio defender seu povo e explanar seus ideais.





Requisito a crítica honesta de Thiago FC e João Luis Jr., ambos reconhecidamente adoradores de cinema, de herois, de reencontros de amigos, do Brasil (?) e de produções caseiras.

6 comentários:

João disse...

Não tem como não gostar, ainda mais porque já me ganhou na frase "eu era pequeno. e era negro"). Genial e com destaque para a trilha sonora e o momento em que o Ninja parece começar um rap. Foda, foda.

thiagoferreiracoelho disse...

Cara, semana passada bloquearam o YouTube aqui no jornal (estou presumindo que o que eu não consegui ver de jeito nenhum é um vídeo no YouTube), mas juro que verei e comentarei, assim que eu tiver acesso a um computador sem esse tipo de bloqueio (e me recuperar do choque da censura aqui dentro. Ainda bem que orkut e msn ainda estão de pé! wohoo!).

Blog do Cano disse...

Só agora percebi. "Eu ainda era pequeno e ainda era negro". E o tema "Black or White" do rei Pop.

Ulisses Vasconcellos disse...

Thiago, de fato é um vídeo do Youtube.

Quando possível, confira. Esse vale!

Ronaldinho disse...

Pô, vi o filme e tenho de comentar pois eu também tenho no meu coração a nacionalidade do Brasil!!! Justiça "sociais" agora!! Show de bola!

Viviane disse...

Mto bom mesmo!e viva o ninja Brasileiro e seus escudeiros!kkk