sexta-feira, 6 de março de 2009

Em busca de um ídolo — Bônus

Em busca de um ídolo — Bônus

Por Matheus Espindola


E digo mais. Como única testemunha de carne e osso da história, contribuo com alguns depoimentos complementares:

1. Elias dissera que estudava na UFV! Mas nunca foi visto por aquelas bandas. Talvez morasse, de fato, no céu...

2. Foi a primeira e única vez que tomamos cerveja com canudinho e segurando a lata com um guadanapo.
Nota do editor: A cerveja era Itaipava, latão de 473 ml, algo pouquíssimas vezes visto na balada.

3. Literalmente, só nós curtimos o rodeio!

4. Por alguns instantes, tememos que o Buchecha não comparecesse. Mas, enfim, havíamos feito a nossa parte...

5. Houve uma briga generalizada, após o show, e, tamanho era nossa gratidão e sentimento de solidariedade, chegamos a acudir uma menina que caminhava com o auxílio de muletas.

6. O anjinho que nos deu cerca de 40 centavos estava, sexta para sábado, em plena madrugada, na rodoviária, de mochila. Sem noção isso!

7. Na rodoviária havia um espelho, na parede, enorme. Quando olhamos nosso reflexo, pela manhã, rachamos de rir do formato da nossa coluna vertebral!

2 comentários:

thiagoferreiracoelho disse...

7. Tem dois itens 4. nesse tópico (tanto no post quanto no comentário do post anterior).

Belíssima epopeia. Mas uma coisa me intriga: "Num fim de tarde despretensioso de inverno eu assistia TV em casa, recuperando minhas forças para mais dias de intenso estudo". Isso me parece tão verdadeiro quanto as histórias de sedução do ser materializado na camionete...

Ulisses Vasconcellos disse...

Agora não tem mais. Apenas um 4!

Valeu!